Como instalar um rastreador veicular no seu veículo

No Brasil, segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, um carro é roubado a cada minuto. Para não virar estatística, os condutores têm recorrido, além do seguro, ao rastreador veicular, que tem se popularizado e alcançado até valores mais baixos que os do seguro veicular tradicional ou ainda barateado o valor do seguro automotivo, por oferecer maior garantia de recuperação do veículo.



Um rastreador veicular permite acompanhar a geolocalização de um automóvel em tempo real por meio do sinal emitido pelo aparelho, alguns rastreadores possibilitam inclusive monitorar a velocidade e dados de movimentação, por isso, além da segurança, o rastreador veicular favorece o planejamento logístico para empresas de frota. Uma funcionalidade interessante oferecida pelo rastreador veicular é o chamado “botão de pânico”, que em caso de perigo permite enviar um alerta direto para a central de monitoramento, a qual poderá agir com rapidez e direcionar o socorro. Outro recurso diferenciado de alguns rastreadores é a função remota de bloqueio, que força o desligamento do motor, impedindo que o veículo se distancie ainda mais.

O rastreador veicular funciona por meio de três tecnologias: radiofrequência, em que os chips dos rastreadores recebem sinais de rádio emitidos por um transmissor e respondem com dados da localização, estes são mais vulneráveis à influência de mudanças atmosféricas e tem alcance mais restrito; o Global Position System (GPS) que é feito via satélite por triangulação de modo bastante preciso, fazendo com que este seja o modelo mais comum entre as empresas de carga e o Sistema Global para Comunicações Móveis e Serviços Gerais de Pacotes por rádio, cujas siglas em inglês são GSM/GPRS, é o rastreador veicular mais popular, esse modelo possui chip das principais empresas de telefone móvel do país, o aparelho é pequeno e seu sistema de comunicação favorece uma boa cobertura de sinal. Embora hoje tenham disponíveis no mercado diferentes marcas e com proteções diversas, o mais importante é observar se o rastreador é homologado pela Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL).

A instalação do rastreador veicular deve ser feita por empresa especializada, pois ele é conectado a componentes elétricos que se não instalados corretamente podem danificar o automóvel, o funcionamento do rastreador e/ou ainda provocar acidentes. O local de instalação também deve variar para que seja difícil de localizar, retirar ou ser modificado por criminosos ou funcionários de empresas de frota mal-intencionados. Caso o serviço de monitoramento seja terceirizado, é importante que a empresa ofereça suporte 24h. Já para empresas com muitos veículos vale considerar a criação de uma central própria para manter o monitoramento constante dos motoristas.


O que fazer quando for instalar o rastreador veicular?


1.    Profissional e empresa qualificada para instalação.

2.    Configuração correta e personalizada do equipamento;

3.    Escolha de um local adequado (com bom sinal) e seguro para instalação;

4.    Faça o registro documental da instalação, vale inclusive tirar fotos, anotar a data e nome do instalador;

5.    Verifique bateria e peça um teste para avaliar se o equipamento está funcionando corretamente.

Veja Também

➜ Bloqueador automotivo: Qual a diferença entre bloqueador e rastreador veicular?

➜ Como instalar um rastreador veicular no seu veículo

➜ O que é um rastreador veicular e quais suas vantagens