menu
arrow_forward

Fazer empréstimo é uma boa opção?

Novembro 22, 2019


O empréstimo nada mais é que um dinheiro cedido pelo banco ou financeira para a pessoa física, para diversos fins. Muitos ainda acham que não é uma boa opção pedir por este serviço para financeiras ou bancos, mas dependendo da sua situação financeira e se consegue honrar com os compromissos sem apertar as coisas no fim do mês, é uma boa opção sim.



Seria um mundo perfeito se tivéssemos dinheiro o suficiente para conseguir fazer tudo que desejamos, viajar, pagar dívidas, financiar estudos, entre outras coisas. Mas como não é assim que funciona, temos a opção de fazer um empréstimo.

Esse tipo de crédito é considerado como “crédito sem garantia”. Ou seja, nele você consegue obter algum valor de acordo com o seu crédito pessoa, através de análises a órgãos que trabalham com obtenção de crédito.

Uma das vantagens de você fazer um empréstimo é que você tem uma certa flexibilidade de fazer o que quer com o dinheiro que você pegou. Mas lembre-se que você vai ter que pagar esse dinheiro, portanto é bom sempre ficar atento às taxas de juros que são oferecidas no acordo do empréstimo. 

Quando não se tem muita burocracia para a obtenção do crédito, é quando as taxas começam a ser maiores. Esse fator é o que os bancos alegam como “prevenção de riscos” caso você não honre o pagamento da dívida, com os juros um pouco mais altos, ele não sai perdendo caso aconteça alguma coisa.

Portanto, é bom que seja feito um planejamento antes de fazer um empréstimo. Você precisa colocar suas contas do papel e ver o quanto você tem de despesa fixa mensal, seu salário e todas as possíveis despesas extras. Fazendo isso você pode ver o quanto lhe sobra para pensar em fazer um empréstimo, sempre escolhendo a opção com menos taxas de juros e prazos flexíveis.

O que acontece se você não pagar um empréstimo?

Sendo o mais direto possível, se você não pagar um empréstimo, a dívida começa a se acumular e seu CPF pode ir para os órgãos de negativação de crédito. Mas para ser mais profundo no assunto, vamos falar alguns pontos sobre o risco que se corre ao não pagar um empréstimo

As chances de conseguir um outro empréstimo diminuem quando se tem o nome negativado. Para muitas empresas, esse tipo de cliente nem é considerado como uma boa proposta de crédito, mesmo que você tenha limpado o seu nome. Existem empresas que trabalham exclusivamente para pessoas que tem o nome negativado, mas as taxas de juros chegam a ser absurdas de tão alta. 

Hoje uma das maiores preocupações das pessoas é ter o nome negativado. O atraso persistente acaba fazendo com que seu nome passe a estar nos órgãos de crédito como o Serasa e o Boa Vista. O nome sujo na praça, pode fazer com que você perca diversas oportunidades de crédito no mercado, empresas passam a negar pois você acaba se tornando um mau pagador.

Quando você não paga uma dívida, é bem comum que as instituições passem essas dívidas para empresas especializadas em cobrança. Essas empresas propõem acordos que acabam com os juros, porém as ligações são até um pouco chatas. Portanto, mesmo com esse impasse das ligações, você pode conseguir ótimos acordos para o pagamento dessa dívida.

De fato, quando você não honra uma das suas dívidas isso pode trazer graves consequências. Isso acontece por conta dos juros que ficam altos quando você atrasa o pagamento do empréstimo. De certa forma, isso acaba prejudicando no seu orçamento e todo o cronograma de pagamento. 

Como funciona o crédito pessoal?

O crédito pessoal é destinado para pessoas que buscam um empréstimo, porém ainda não sabem o que fazer com aquele dinheiro. Uma das partes boas do empréstimo pessoal você tem a flexibilidade de fazer o que quiser com o dinheiro. Geralmente esse crédito pessoal é usado para pagamento de dívidas de cartão ou de cheque especial. 

Muitas pessoas também usam o crédito pessoal para uso em lojas. As taxas de cartão acabam sendo absurdas e acaba sendo mais viável o pedido de um crédito pessoal para fazer compras em lojas. 

De fato, os juros do empréstimo pessoal são muito mais baixos que os de cartão de crédito, então é uma boa forma de usar.

Outra vantagem do crédito pessoal é a contratação simples e rápida. Os pagamentos das parcelas geralmente são bem acessíveis e cabem no bolso de qualquer pessoa. Você pode fazer o pagamento desse empréstimo de diversas formas, débito automático, boleto bancário ou até mesmo cheque pré-datado. 

Como pagar uma dívida do cheque especial?

O cheque especial é um tipo de crédito pré-aprovado oferecido pelos bancos aos seus clientes correntistas. Esse crédito deveria ser um aliado nos momentos de aperto, mas esse saldo pode se tornar uma bola de neve em certos momentos. 

Com altas taxas de juros, a dívida do cheque especial pode sair do controle e acabar virando algo mais inesperado ainda. Porém essa dívida ainda pode ser negociada para que você consiga pagar por um preço ótimo sem tantos juros.

Procure o gerente da sua conta para negociar, entender toda a situação. Durante a conversa, tire todas as dúvidas sobre prazos e parcelamento. É bom saber se pode ter algum desconto para que você abata o valor da dívida.

Qual o melhor banco para fazer empréstimo?

Como existem diversos bancos e financeiras aqui no Brasil que praticam a concessão de crédito, é difícil chegar ao melhor banco para fazer para este serviço. Muitos bancos contam com taxas baixas no mercado, porém os prazos para pagamento não costumam ajudar a pessoa que está à procura de um empréstimo.

Você precisa ficar atento sempre ao que te oferecem. Qual proposta se adapta melhor ao que você procura no momento. Fazer uma boa pesquisa nas empresas que oferecem empréstimo é uma ótima alternativa. Além de entender um pouco mais sobre as propostas, você fica por dentro das melhores condições.

Fazer um empréstimo é uma boa opção para você que deseja quitar as suas dívidas ou fazer alguma reforma em sua casa. Basta você saber qual proposta se adapta ao seu orçamento, para que esse empréstimo não acabe virando uma bola de neve em outras dívidas. Você pode fazer um empréstimo, porém precisa entender para que precisa daquele dinheiro e se as parcelas não vão complicar o seu orçamento.