menu
arrow_forward

Como funciona o empréstimo com garantia do FGTS?

Novembro 26, 2019


Provavelmente você já deve ter ouvido falar no empréstimo com garantia do FGTS né? Caso não tenha ouvido falar, ou já ouviu mais queira entender um pouco mais como funciona isso, vamos falar sobre isso nesse post.



Essa é uma modalidade que está disponível desde setembro de 2018 e pelo fato dela ser teoricamente nova, muitas pessoas ainda não conhecem. Vamos falar como você pode usar esse recurso da forma mais correta possível.

Esse empréstimo com garantia do FGTS nada mais é do que um empréstimo consignado que é ofertado pelo banco Caixa. Esse empréstimo com garantia é ofertado para os trabalhadores de carteira assinada que pensam em fazer um empréstimo, mas ainda assim, tem algumas preocupações. Ele tem um prazo de máximo de 48 parcelas de pagamento e os seus juros não passam de 3,5% ao mês. 

Essa decisão foi sancionada em 2016 pelo conselho curador do FGTS. Esse órgão colegiado que tem representantes dos empregados, governo e trabalhadores, que é o responsável por aprovar diretrizes a respeito do fundo de garantia do trabalhador. 

Como usar o FGTS para fazer um empréstimo?

Antes de começar a pensar em um empréstimo com garantia pessoal, você precisa entender algumas regras para não cair em qualquer papo de financeira que quer apenas vender um empréstimo:

  • O limite de crédito disponível não pode ultrapassar 30% do seu salário.

  • A linha de crédito é diferente da convencional, você tem 48 meses para fazer o pagamento. Dependendo do valor que você solicita, isso pode comprometer o seu orçamento mensal.

  • A taxa de garantia usando o FGTS é de 10% do saldo disponível, além da multa rescisória. 

  • É bom sempre você ter ciência de que está comprometendo um direito seu, que está sendo usado como garantia. Esse serviço é considerado como uma boa saída, os juros inferiores a qualquer outro empréstimo com garantia alternativo.

    Em relação aos empréstimos consignados, usando a garantia do FGTS você tem cerca de 0,5% a mais de juros do que as outras opções. É sempre bom colocar na balança o que vai se adaptar melhor ao que você precisa.

    Até o momento, apenas a Caixa pode realizar esse tipo de empréstimo. Porém, os demais bancos estão lutando com a federação brasileira de bancos (FEBRABAN) para fazer com que eles também possam oferecer esse tipo de empréstimo.

    Como funciona o empréstimo consignado da Caixa?

    Esse recurso permite que a pessoa que está solicitando um empréstimo com garantia na Caixa Econômica Federal, ela possa usar até 10% do seu fundo como garantia e até 100% da sua multa rescisória que é paga pela empresa, em caso de demissão sem justa causa. 

    Porém, só pode solicitar esse empréstimo com garantia as pessoas que são registradas em carteira em uma empresa que tem convênio com o banco em questão. E os valores de empréstimos devem ser solicitados diretamente nas agências da Caixa. 

    Outro ponto é que a pessoa que está solicitando o empréstimo com garantia precisa ter pelo menos 12 meses de registro para executar essa ação. É importante que ela receba o seu salário na Caixa, para que as parcelas caem diretamente na conta, tendo o abatimento direto. 

    O valor é descontado mensalmente e caso haja demissão, o banco pode bloquear o valor para quitar o empréstimo. Isso faz com que o risco de calote não existe, uma vez que você fez o empréstimo com garantia do FGTS.

    Também existem outras formas de se fazer empréstimos que são as sem garantias. As sem garantias não costumam ter boas taxas e também as suas ofertas em relação aos juros, não são muito boas. Esse tipo de empréstimo acaba não compensando tanto. Porém, ele pode ser bem rápido para ser aprovado.

    Como é feito o empréstimo consignado?

    Para empréstimos consignados você precisa ter um salário fixo. O empréstimo pessoal consignado é o empréstimo com garantia que é descontado diretamente da folha de pagamento. Para que seja aprovado esse tipo de empréstimo, a pessoa que solicita precisa ter uma renda fixa. A comprovação dessa renda deve ser por meio do Holerite da empresa. 

    O empréstimo consignado específico, como para aposentados ou beneficiários do INSS, também devem atender às condições impostas para a obtenção desse empréstimo com garantia.

    De fato, o empréstimo com garantia consignado pode ser uma boa opção para você que está estável no emprego e precisa quitar algumas dívidas. Fazer esse tipo de ação, pode garantir que você efetue os pagamentos corretamente. Uma vez que é descontado direto da sua folha de pagamento. 

    Dessa maneira, você tem que saber se vale ou não a pena pegar um empréstimo com garantia para o que você deseja fazer. Ele pode ser um aliado ou o seu pior inimigo. É necessário ter controle do seu orçamento mensal e saber o quanto pode gastar este dinheiro sem se comprometer as outras contas da sua vida.

    Quantos dias o INSS libera empréstimo?

    Essa parte do processo geralmente é a parte mais rápida, a comprovação de renda demora um pouco mais por conta da burocracia. Ou seja, os bancos ou financeiras geralmente procuram saber se o solicitante tem uma renda para pagar aquele empréstimo de forma segura. De fato, a parte da consulta de dados para fazer o empréstimo com garantia é a parte mais demorada do processo todo.

    Hoje com o auxílio da tecnologia, esse processo de análise acaba ficando 100% online. Dependendo de onde você vai pedir o empréstimo, você não precisa mais ir direto na agência ou financeira. Sendo assim, essa facilidade pode fazer com que a parte burocrática seja um pouco mais rápida, sem o estresse de ficar indo algumas vezes até o local por conta de alguma eventualidade.

    No entanto, após essa parte mais burocrática e o empréstimo com garantia sendo aprovado, o INSS libera o dinheiro em sua conta entre 48 a 72 horas. Esse prazo pode variar de acordo com as regras de cada banco. Em algumas instituições, o processo pode ser bem rápido. No Banco do Brasil, por exemplo, o empréstimo sendo aprovado, em até três minutos pode estar na sua conta.

    Portanto, a transmissão desse valor diretamente para a sua conta é toda realizada pelo banco, o contratante não precisa se preocupar com nenhuma providência nessa fase. Um dos motivos que podem acarretar atrasos para o dinheiro cair na conta, pode ser a reprovação. 

    Muitas vezes o INSS acaba fazendo diversas tentativas para aprovar aquele empréstimo, fazendo com que demore mais do que 72 horas para cair em conta. Mas teoricamente, o processo costuma ser bem rápido, como dito acima, a ajuda da tecnologia facilitou deixando a parte burocrática mais ágil.

    Enfim, o empréstimo com garantia é uma das formas mais seguras de conseguir fazer um empréstimo com garantia hoje. Fique atento aos requisitos e caso você preencha todos, pode pensar na possibilidade de fazer esse tipo de empréstimo!

     

    Veja Também

    Como funciona o empréstimo com garantia do FGTS?

    Como funciona o empréstimo com garantia imóvel?

    Empréstimo com celular como garantia: como funciona?