menu
arrow_forward

Como saber se está na hora de fazer uma pós graduação

Dezembro 09, 2019


Uma pergunta surge ao terminar uma graduação: devo fazer logo uma especialização ou espero alguns anos para voltar a estudar? No Brasil, devido à alta competitividade, a pós-graduação deixou de ser diferencial e se tornou um pré-requisito.



É verdade que o mercado de trabalho busca profissionais cada vez mais qualificados e os cursos de especialização podem alavancar um currículo.

Uma boa notícia para quem pensa em investir na especialização é a possibilidade de se obter melhores salários com uma qualificação.

A Pesquisa Salarial, organizada por uma empresa de educação, mostrou que o investimento em cursos de qualificação pode impactar diretamente o salário dos profissionais em diferentes níveis hierárquicos.

A pós-graduação pode aumentar o rendimento em até 53,7% em cargos de coordenação.

Já na função da diretoria, a diferença salarial entre executivos, que possuem pós-graduação ou MBA em comparação aos que não possuem essa formação, é de 47,2%.

Mas qual seria a hora certa de investir em um curso de especialização?

Neste artigo, você aprenderá algumas dicas que poderão ajudar na decisão.                                                                                                                                                                                                                                                                                                         

Tempo de formado                                                                                                                            

Ao sair da faculdade (de três a cinco anos após o término do curso de graduação), procure cursos de especialização mais simples ou aqueles que sejam de uma área próxima da sua formação.

Do 6º ao 10º ano de formado, você pode pesquisar uma formação mais robusta, como um mestrado ou um MBA. Já o doutorado exige certo amadurecimento do profissional para quem deseja uma carreira no mundo executivo.

Se visa à carreira acadêmica, o recomendado é aproveitar o embalo dos estudos da faculdade para emendar com uma pós-graduação.

Outra exceção é o profissional que iniciou cedo no mercado de trabalho. Muitas vezes, em empresas familiares. Neste caso, a pessoa não precisa esperar muito tempo por um estudo mais avançado e com profundidade, pois já acumulou alguns anos de experiência na prática da profissão.

Outro caso que foge a regra é se você realizou estágios desafiadores. Ou seja, se já ganhou bagagem profissional ainda no tempo da faculdade. Assim, já pode pensar em estudar assuntos mais complexos.

Situação financeira

Outro fator importante que deve ser levado em consideração é como está a sua vida financeira. Você poderá bancar as despesas de um curso neste momento ou no futuro próximo? Lembre-se que além da matrícula, há gastos com deslocamento, material e alimentação.

Será que o local em que você trabalha não pode dar uma mãozinha? Muitas empresas têm programa de incentivo à qualificação ou convênio com universidades.                                                                                                                                                                                          

Momento pessoal

Para realizar uma especialização, seja ela qual for, é necessário tempo e dedicação. Por isso, antes mesmo de começar a procurar o curso perfeito, você precisa pensar no tempo que terá disponível para se dedicar aos estudos.

Se ficar com alguma dúvida, pode procurar a coordenação da pós-graduação para saber qual o tempo estimado de dedicação recomendado pelos professores.

O interessante é você saber conciliar a pós com outras atividades do seu dia a dia. Sem exageros ou dores de cabeça.

Gostou das dicas? Então comece a traçar um plano para a sua carreira.