menu
arrow_forward

Plano de Saúde

Faça a cotação do plano se saúde e encontre a melhor opção para você




Amil Saúde

  • Tipo
    Adesão / Familiar / Empresarial

  • Abrangência
    Nacional

  • Acomodação
    Apartamento / Enfermaria

Porto Seguro Saúde

  • Tipo
    Empresarial

  • Abrangência
    Nacional

  • Acomodação
    Apartamento / Enfermaria

Omint Saúde

  • Tipo
    Empresarial

  • Abrangência
    Nacional

  • Acomodação
    Apartamento

Unimed Saúde

  • Tipo
    Empresarial

  • Abrangência
    Nacional

  • Acomodação
    Apartamento / Enfermaria


A nossa saúde deve ser uma das nossas prioridades. Possuir um plano de saúde pode garantir que não passe por algumas situações no futuro, como a demora no atendimento público ou a falta de profissionais.

Saiba Mais

PLANO DE SAÚDE

Plano de Saúde: O que você precisa saber antes de Contratar

 

Ter um plano de saúde hoje em dia é fundamental para garantir a qualidade de vida da sua família. Ao contratar um plano de saúde, é esperado que se tenha atendimento qualificado com profissionais realmente experientes em suas especialidades, rapidez e agilidade para agendar uma consulta e cobertura para eventuais incidentes cirúrgicos e procedimentos médicos.

No entanto, ao contratar um plano de saúde, há alguns pontos que o contratante só descobre quando precisa utilizar o plano, como carência acima de 180 dias, em casos de parto, por exemplo, área de cobertura não ampla, reajustes por idade e reajustes anuais. 

Para evitar surpresas em momentos de necessidade, é muito importante entender como os planos de saúde funcionam, cotar e comparar com mais de uma operadora e analisar atentamente o contrato, antes de efetivar a contratação. 

O que analisar ao cotar um Plano de Saúde?

Você acaba de contratar um plano de saúde e descobre que tem um filho a caminho. A notícia, que é símbolo de alegria, traz consigo a preocupação para que tudo dê certo e corra bem. Ao começar as consultas do pré-natal, identifica que seu plano possui 300 dias de carência para parto, o equivalente a 10 meses. Ou seja, você não está coberto e terá que arcar com os custos do parto ou se dirigir a um hospital público para ter o bebê, mesmo pagando a mensalidade de um plano de saúde privado. 

Situações como essa são comuns e as informações estão presentes no contrato assinado. A grande questão é que nem todo mundo se atenta ao período de carência de determinados procedimentos e cirurgias, e acabam contratando um plano que não está de acordo com o seu perfil de necessidades. 

Por isso, selecionamos alguns cuidados que você precisa ter e avaliar antes de contratar o seu plano. 

Plano de Saúde: Coberturas e Tipos de Planos

A primeira opção a ser analisada é com relação aos tipos de plano e suas coberturas. Você pode escolher um plano completo, ou pode optar por opções específicas, como: 

  • Ambulatorial: plano com cobertura de consultas, exames, tratamentos e até pequenas cirurgias. Esta modalidade não cobre internação hospitalar.

  • Hospitalar: Já esta modalidade de plano cobre internação hospitalar, incluindo UTI, mas não cobre procedimentos ambulatoriais. Há coberturas também para atendimentos de urgência e emergência e tratamentos hospitalares, como quimioterapia, fisioterapia entre outros.

  • Odontológico: Este plano pode ser individual ou em conjunto com as demais coberturas de saúde. Para os planos odontológicos, há coberturas para atendimento e urgência e emergência odontológica e cobertura para todos os procedimentos relacionados a odontologia realizados no consultório, incluindo exames e cirurgia sem internação.
     

Território de Abrangência: Plano de Saúde Nacional ou Regional?

A primeira coisa que precisa se atentar é com relação à área de cobertura do seu plano. São duas opções: Nacional ou Regional. O Plano de Saúde com cobertura nacional contempla todo o território brasileiro. E isso inclui não somente casos de pronto-socorro, como também agendamento de consultas e exames. Já o Plano de Saúde Regional é delimitado pelo município. Embora você possa utilizar o pronto-socorro dentro de todo território brasileiro, só pode agendar procedimentos e consultas dentro da sua localidade. Por isso, é muito importante analisar o seu perfil para realizar a escolha certa. Não adianta optar pelo plano de saúde regional, que geralmente é mais barato que a opção nacional, se você viaja com frequência e costuma passar meses fora. Mas se você costuma ficar a maior parte do tempo em sua cidade local, não há motivos para contratar um plano de saúde nacional. Nesse caso, você pode economizar e optar pelo regional. Lembrando que nenhum plano de saúde possui cobertura estrangeira. Para viagens internacionais, realize a cotação de um Seguro Viagem.

Plano de Saúde: Carência de Procedimentos

Outra questão muito importante a ser analisada no momento da cotação de um plano de saúde, é com relação ao período de carência. Esse período é legal e é delimitado por lei, não podendo ultrapassar 300 dias (em casos de parto, por exemplo). Analise o contrato de cada procedimento médico e compare com o seu perfil, para avaliar se condiz com suas necessidades. Por lei, a carência para pronto-socorro, que são casos de urgência e emergência, é de 24 horas. Mas outros procedimentos de maior complexidade, esse período possui regras e vão de 180 dias para internações e cirurgias e 300 dias para parto. Por isso é muito importante realizar essa consulta e confirmar se o que foi acordado verbalmente está claro e feito por escrito no contrato. 

Reajuste do Plano

Outra questão que você vai passar, é com relação aos reajustes do plano escolhido. E digo no plural, porque em um ano pode acontecer mais de um reajuste: reajuste anual, por idade e por sinistralidade (que leva em conta a frequência de uso dos serviços). Cada plano possui uma tabela de cobertura por idade. Neste caso, há como se programar para o reajuste, já que é só avaliar a planilha e comparar com a faixa-etária dos utilitários. 

Vale a pena mencionar que é importante avaliar também os hospitais e laboratórios credenciados, que aceitam o convênio escolhido. Até porque, de nada adianta ter um plano se ele não é aceito no seu hospital de confiança. 

Essas são as principais questões que precisam estar no seu radar antes de efetivar a contratação de um plano. O ideal é cotar e comparar as opções com várias operadoras, para escolher àquela que melhor condiz com as necessidades do seu perfil. Uma ótima forma de fazer isso, é cotar os planos de saúde pela internet, comparando preços e tornando tudo mais rápido, ágil e seguro. 

Que tal começar agora? Solicite a sua cotação de plano de saúde com as operadoras acima, reconhecidas no mercado pela qualidade e transparência, compare as opções de planos e tenha claro as necessidades do seu perfil e do perfil da sua família. Assim fica mais fácil optar pelo plano que melhor se adéque a vocês. Vamos lá?


 

Informações sobre Planos de Saúde